A pornografia sueca, a heroína e a mudinha de tapa-olho (ou Sexo, drogas e Tarantino)

Ir em baixo

A pornografia sueca, a heroína e a mudinha de tapa-olho (ou Sexo, drogas e Tarantino)

Mensagem por gunfree em Qua Jul 06, 2011 5:37 pm

Horror! Um dos filmes que mais gosto e o Exumador do [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu no Anti-Oblívio. A postagem original, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].

--------------------------




Dando continuidade aos filmes com temática ocular (!) e ao tour de sexploitation pelo mundo, orgulhosamente exumamos a obra-prima sueca "Thriller - En Grym Film" de 74, do diretor, escritor e produtor fã de pseudônimos, Alex Fridolinski.

Vamos ao que interessa. O cafetão Tony-não-tão-maneiro (Rá!) seqüestra Madeleine, uma mudinha infeliz que foi estuprada na infância, para tranformá-la numa espécie de Christiane F., drogada e prostituída. A coitada fica dependente das duas doses diárias de heroína do vilão, num plano maligno de escravidão e sexo comercializado. Mas ela é arisca de início com os clientes e Tony a castiga, arrancando um olho fora na base da faca! Essa cena é tão sinistra quanto a do surreal "Cão Andaluz" do Buñuel - a escabrosa perfuração ocular foi feita com cadáveres em ambos os filmes!


Para fechar com chave suprema de "minha vida é uma merda", o Tony Manero sueco escreve cartas mentirosas pros pais da mudinha, dizendo que ela os odeia, e eles acabam se matando de desgosto! Evidentemente, chega um momento em que nossa heroína viciada se cansa de tanto horror e desespero em vida e resolve partir pra doce vingança.

Entre umas cenas de sexo explícito e outras de dependência química - porque os suecos nunca estiveram pra brincadeira -, nossa querida "p***-pirata" decide aprender karatê, krav-magá, tiro e direção rápida no volante. Mas tudo à moda dos treinamentos do Rocky Balboa, sem a trilha sonora motivacional! E a edição nessa parte é genial, quase sem diálogos (o que vocês queriam, a protagonista é muda!), intercalando sexo, tiro ao alvo, sadomasoquismo lésbico, tatame, pornografia, picos, direção off-road... Sensacional!


Não é à toa que Tarantino (no seu famoso caldeirão de referências cinematográficas de sexploitation anos setenta mais conhecido como "Kill Bill") se inspirou na históra de Madeleine, a mudinha sueca, para compor tanto a personagem fria, assassina e de tapa-olho interpretada por Daryl Hannah, quanto a obsessiva noiva vingadora vivida por Uma Thurman.

Voltando ao filme sueco, nem preciso dizer que nossa protagonista mata metade do elenco: clientes tarados, traficantes, a polícia, o cafetão, cada um morre de um jeito mais terrível que o outro. E tudo em câmera lentíssma, em grande estilo!

Olha, vou falar que a vingança final, caríssimos, é digna dos melhores faroestes. E está no topo das coisas mais sádicas já feitas no cinema, com requintes de crueldade - em câmera lenta! Recomendadíssimo! A mudinha não está pra conversa (é, foi horrível...), ela fala muito grosso (não sei a hora de parar...)!

Confiram abaixo o trailer dessa obra espetacular que foi banida por um tempo lá na Suécia:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
gunfree

Mensagens : 22
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário http://td1p.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum